“Entrei na Universidade!” – Boa! E agora?

Sugestão de primeiros passos que poucos se lembram

Se soubeste agora que entraste na Universidade: parabéns! O mérito é teu. A entrada significa que tens muita capacidade para enfrentar os desafios que encontrarás pela frente. E tal como em anos anteriores, também agora é importante teres presente aquilo que irás levar como material de aprendizagem. Porém, nem todo é evidente… ou físico.

Universidade uma nova etapa

Os tempos mudaram. Os livros de texto continuam grandes e raramente se levam para as aulas. Inicialmente ainda podemos começar por levar um caderno, ou dossier, com separadores, mas ao longo do tempo nem isso sobrevive. O conjunto de canetas coloridas dá lugar a uma só e uma lapiseira. Mas o mais notório é a emergência de tablets e/ou portáteis.

Hoje, as apps e serviços cloud tornaram-se essenciais no percurso académico. Alguns desses poderás ter, outros nem tinhas pensado, mas entrando na Universidade, são ferramentas imprescindíveis e com as quais consegues manter-te organizado.

O objectivo deste artigo é partilhar-te alguns passos, ferramentas e serviços que pela minha experiência parecem-me essenciais.

 

Pensar no teu PORQUÊ

Um passo importante. Agora que entraste na Universidade pensa bem na razão pela qual escolheste o curso em que entraste, pois deve estar ainda fresca. Não importa se foi a primeira, segunda ou terceira opção. Pensa nesse porquê e escreve-o num papel. Coloca esse papel junto à tua mesa de estudo. Haverá momentos em que terás necessidade de recordá-lo. Acredita.

 

Trabalho colaborativo

Os trabalhos de grupo podem implicar a necessidade de se encontrarem e a impossibilidade de o fazerem. Porém, existem hoje ferramentas de trabalho colaborativo que são muito úteis para poderes trabalhar em simultâneo com os teus colegas sem terem que estar fisicamente presentes e todos a olhar para um só computador.

Sugiro que abras uma conta Gmail se não tiveres. Ou então, abre uma com o teu nome caso tenhas, mas com um nome que não te identifica directamente, por exemplo, Dude2Cool1999@gmail.com. Há três razões para isso:

  • poderás ter de usar esse email para comunicar com professores, ou empresas para iniciativas da universidade e não fica bem ter algo que não te identifique claramente.
  • Google Drive: será um serviço de Cloud gratuito essencial para partilhar e guardar ficheiros de trabalho colaborativo
  • Google Docs e Google Sheets: estas são das ferramentas mais eficazes para realizar trabalhos colaborativos remotamente, como relatórios ou tratamento de dados, etc.

Dropbox

É verdade que uma conta Gmail possui o Drive e através desse podes partilhar ficheiros, mas a minha experiência com o Drive quando os queres partilhar nem sempre funciona. Partilhas um ficheiro através de um link e depois recebes emails automáticos a pedir o acesso. Uma confusão.

Pelo contrário, a Dropbox possui uma capacidade de sincronização e acesso aos ficheiros impecável.

Sugiro que abras uma conta na Dropbox e organizes desde o primeiro ano as pastas para cada ano e disciplina. Verás como isso permite uma organização que vale ouro para o resto do curso.

 

KeepUp

O estudo não começa antes dos exames, mas desde o primeiro dia. Se não tens ainda a ferramenta que criei para te ajudar na organização do tempo de estudo diário: KeepUp. Aproveita.

Existe um livro que acompanha a ferramenta e contém mais elementos para ajudar a perceber o porquê de cada parte, e o que fazer para melhorar aspectos relacionados com o desempenho académico como a memória, concentração, pressão nos exames, etc.

 

Email oficial da Universidade

Se a Universidade te conceder um email. Por exemplo, em Coimbra é uc2017888888@student.uc.pt, procura – se possível – alterar a primeira parte para o teu nome. Possui o mesmo efeito da sugestão que fiz para o Gmail, mas com maior peso. Porém, nem todas as Universidade o permitem, daí que se justifique teres também o Gmail.

Existem algumas aplicações que permitem ter várias contas de email na mesma plataforma como o Spark da Readdle, Newton, Outlook, Airmail, ou outras. Basta procurares a que mais gostas.

 

Planear

De início a vida parece ser igual ao tempo de escola, mas cedo darás conta de que tem uma tonalidade diferente. Planear cada aspecto da vida académica será muito importante. As tarefas passarão a ser muitas e diversificadas, assim como as actividades se a tua participação nas que estão associadas ao teu curso for intensa.

Sugiro que explores duas aplicações.

A Weekplan para teres bem presente o que farás em cada dia da semana. Usa o fim-de-semana para preparar essa parte.

O Todoist para desenvolveres o hábito de colocares as várias tarefas a realizar. A minha experiência é que vê-las concretizadas dá entusiasmo e melhora o teu desempenho.

Quando estavas no secundário, o responsável pela tua formação era o professor. Agora, o responsável és tu.

Os teus professores serão mais teus orientadores pelas diversas matérias que te preparam para seres um profissional de sucesso.

Bem-vindo à aventura do conhecimento que marcará profundamente a tua vida. Para sempre.


Sugestão: se conheceres alguém que entrou agora na Universidade e aches que seria útil fazer parte desta iniciativa “Saber Aprender”, partilha-lhe este artigo.

Professor Universitário e Investigador do Departamento de Engenharia Mecânica da Universidade de Coimbra.