O que fazer para formular resoluções que possas cumprir no próximo ano?

O método SMARTER de Michael Hyatt que te ajudará a ter o melhor ano possível

Ao nos aproximarmos do final do ano é natural começar a pensar nas resoluções para 2018. Por outro lado, podemos também pensar naquelas que assumimos em 2017 e que, passado um ano, ficaram para trás ou esquecidas. O que aconteceu?

resoluções escritas

Em 2017 pensava em escrever mais um livro e daí o KeepUp – Organização do Tempo de Estudo. Cumpri! Mas, sinceramente, havia outras resoluções, mas não me lembro e, seguramente, não as assumi. Isto mostra como é real o resultado de um estudo feito na Universidade Dominican pelo Prof. Dr. Gail Matthews de que as pessoas que escrevem as suas resoluções aumentam em média a probabilidade de as concretizar em 40%. É imenso.

Porém, muitas vezes, a realização dos nossos objectivos para um ano novo dependem da forma como os formulamos. É nesse sentido que vos partilho o método desenvolvido por Michael Hyatt, o SMARTER.

Specific = Específico o suficiente para focar e orientar as tuas energias.

Measurable = Mensurável de modo a manteo-te a par do progresso.

Actionable = Actuável com um verbo claro no início da resolução que te impulsione em actividades específicas.

Risky = Arriscado o suficiente para nivelar a tendência natural que tens de elevar os desafios a que te propões.

Time-keyed = Temporal de modo a que tenhas um prazo a cumprir.

Exiciting = Entusiasmante o suficiente para te inspirar e agarrar a potência das tuas motivações intrínsecas.

Relevant = Relevante no contexto global da tua vida.

 

Tipos de resoluções

Em termos das resoluções, ou objectivos, existem essencialmente dois tipos: os de realização; e os que formam hábitos. Os objectivos de realização são aqueles que atingimos de um só vez. Pode ser terminar o teu primeiro livro. Conseguires correr na S. Silvestre até ao fim.

Depois existem os objectivos para criar hábitos, como fazer exercício diário, ler todos os dias. O importante é definir os objectivos, ou resoluções, de acordo com os critérios da metodologia SMARTER.

 

Specific

Alguns exemplos do que significa ser específico, onde se deve tanto quanto possível evitar ser demasiado geral e vago.

Mau exemplo: Aprender fotografia.

Bom exemplo: Completar o Curso ”Photography Masterclass” da Udemy.

 

Measurable

O facto de ser mensurável significa adicionar um número, valor, percentagem, ou qualquer outra medida a essa resolução.

Mau exemplo: Perder peso.

Bom exemplo: Perder 5kg no próximo ano.

 

Action-oriented

As resoluções têm de ser orientadas para a acção e isso depende do verbo usado no início.

Mau exemplo: Ser mais consistente em escrever para o blog. Acho que ninguém sabe bem o que isso significa, certo?

Bom exemplo: Escrever 2 artigos por semana.

 

Risky

O quarto critério refere-se ao risco das resoluções que formulamos. A ideia é que estejam na nossa zona de desconforto.

Mau exemplo: Aumentar o número de livros lidos num ano em 3. Acho que isso é mais do que fazível e não requer muito esforço.

Bom exemplo: Aumentar o número de livros lidos num ano em 15. Agora estás na zona de desconforto, especialmente se não tens sequer um hábito de leitura.

 

Time-keyed

O quinto critério é que as resoluções sejam inseridas no tempo, isto é, terem um prazo. Se não houver um prazo, o objectivo pode não passar de uma aspiração.

Mau exemplo: Submeter um artigo para publicação.

Bom exemplo: Submeter um artigo para publicação até 31 de março de 2018.

 

Exciting

Depois, as resoluções devem ser entusiasmantes, de modo a que a sejam motivantes para ti.

Mau exemplo: Tirar uma semana de férias no Verão. Bom, não é mau, mas a maioria de nós faz isso.

Bom exemplo: Tirar um mês de férias para reflectir sobre os meus compromissos. Bem melhor, certo?

 

Relevant

Por fim, a resolução deve ser relevante, sobretudo para o período que estás a viver.

Mau exemplo: Imagina que estás a arrancar um projecto de empreendedorismo e a resolução é: voltar para a Universidade para fazer um MBA. Talvez nesta fase inicial não seja o mais relevante.

Bom exemplo: Fazer um curso online em Planeamento Estratégico. Isto pode ajudar-te bem mais na fase inicial do projecto.


Na tua agenda escreve os teus objectivos para o próximo ano tendo em conta esta metodologia, mas escreve. Assim, podes regularmente reler o que escreveste e ajustar o teu percurso para poderes tem o melhor ano possível.


Questão: qual o objectivo que mais te entusiasma para o próximo ano?

Professor Universitário e Investigador do Departamento de Engenharia Mecânica da Universidade de Coimbra.